Naming – 15 passos para construir o nome do seu negócio

Qual será o nome? Esta é uma das primeiras perguntas quando iniciamos um negócio. Muitas pessoas demoram a responder a esta pergunta, pois muitas vezes não sabem por onde começar. Milhões de nomes surgem durante o processo criativo e ao mesmo tempo milhões de dúvidas, até que o nome seja finalmente definido.

Escolher um nome é uma grande responsabilidade, pois este é o primeiro contato entre o cliente e seu negócio. Como diria Al Ries e Jack Trout: “O nome é o primeiro ponto de contato entre a mensagem e a mente. Não é o fato de o nome ser bom ou ruim sob o ponto de vista estético que determina a eficácia da mensagem. É o fato do nome ser apropriado”.

Definir um nome apropriado é muito importante, porque será ele o responsável por carregar a missão, a visão, os valores e o diferencial do negócio para o mercado. Um nome pode tornar-se símbolo de sofisticação, modernidade, praticidade, diversão… Ou o nome pode ser eternizado naquele segmento, por ser tão memorável e inovador, casos de: Bombril ( lã de aço); Gillete ( barbeador); Xerox ( cópias); Post it ( folhas de papel adesivo) e o Velcro ( fixador para roupas e objetos), por exemplo.

Agora que já sabemos a importância do nome, chegou a hora de aprendermos alguns caminhos para criá-lo. Um dos passos iniciais mais primordiais no processo do naming é desenvolver o planejamento de negócios. Definir muito bem qual será sua atuação, sua matéria-prima, seus atrativos, seu diferencial, o público, em resumo, quanto mais informações forem obtidos neste início, melhor! O plano de negócios mostra quais as chances de sucesso do seu negócio. Coloque os resultados de forma clara na mesa, isso ajudará a ter confiança na construção e no lançamento do nome.

Sabendo isto, vejamos alguns passos para definição do naming:

 

1 – Pense no Insight: Existiu algum motivo na escolha do produto/serviço para criar sua empresa, afinal você observou algo que estava faltando e ninguém ofertando, ou melhor, você sentiu na pele a necessidade e a partir disso surgiu o insight. Tente transformar estas observações e experiências em palavras, anote quantas puder e todas que vierem a sua cabeça.

Ex: BAND-AID – Earle Dickson observou que sua esposa vivia arranhando-se, queimando-se e cortando as mãos e dedos nos afazeres domésticos. Comovido com os ferimentos da esposa, Earle resolveu deixar alguns curativos prontos para que a mulher usasse durante o dia, enquanto ele trabalhava. Todas as manhãs, ele preparava algumas bandagens, colocando tiras de gazes, algodão e adicionando creolina, colados em tiras adesivas. Não demorou muito para Earle (que mais tarde se tornou vice-presidente da Johnson & Johnson, onde permaneceu até se aposentar em 1957) contar ao seu chefe, James Wood Johnson, sobre sua nova invenção, e logo os curativos começaram a ser produzidos em grande escala pela empresa. O senhor W. Johnson Kenyon, que tinha o cargo de superintendente, sugeriu para o novo curativo o nome de BAND-AID: band (faixa, em inglês) por causa do pedaço de esparadrapo e aid (socorro ou ajuda, em inglês), a real intenção do produto.

 

2 – Sentimentos chaves: Faça uma pesquisa com o perfil das pessoas que você quer atender, elas podem estar na sua casa, podem ser seus amigos, colegas de trabalho, vizinhos, seus milhares de amigos no Facebook, enfim, hoje em dia não é difícil encontrar um modo de comunicar-se com as pessoas. Converse com elas, questione-as, observe quais sentimentos e necessidades são incomuns com os seus e separe estas palavras.

EX: Açúcar União – O nome veio inspirado em momentos que remetem a união, quando familiares e amigos preparam receitas em situações especiais que “unam” pessoas queridas (festa, comemoração, almoço, jantar ou até mesmo um café da manhã trivial).

 

3 –  Explorando o plano de negócios: a partir das informações do plano de negócios, extraia o seu diferencial, por exemplo: A matéria-prima usada em seu produto é exclusiva? O serviço terá algum tratamento diferenciado? A tecnologia é inovadora? Os benefícios de uso são melhores do que seu concorrente, quais são? E os benefícios de compra, também? Reveja todos os itens do plano de negócios e anote os pontos fortes ou únicos, quem sabe daí sai um nome.

Ex: Coca- Cola- John Stith Pemberton, um farmacêutico da cidade de Atlanta, no estado da Geórgia, criou uma bebida, a qual batizou de “tônico para o cérebro”. O farmacêutico, que adorava manipular fórmulas medicinais, ao pesquisar um medicamento para amenizar dores de cabeça e males estomacais criou uma mistura líquida de cor caramelo que incluía extrato de noz de cola, um estimulante com alto teor de cafeína e também extrato de folhas de coca. Levou a mistura para uma pequena farmácia, a Jacob’s Pharmacy, onde o xarope de cor castanha, misturado à água carbonada (gasosa), foi oferecido aos clientes, que consideraram a bebida muito saborosa e refrescante. Frank Mason Robinson, contador de Pemberton, batizou a bebida de COCA-COLA, escrevendo o nome com sua própria caligrafia.

 

4 – Dicionário: Escolha alguns nomes e veja seus sinônimos ou origens etimológicas.

Ex: Amazon – O nome para o novo negócio não foi escolhido ao acaso. Jeff Bezos queria um nome que começasse com a letra A, para que seu site aparecesse no início das listagens de páginas disponíveis na rede. Amazon é o nome em inglês do Rio Amazonas. Ele estava muito entusiasmado com o fato de haver um rio dez vezes maior que o segundo maior rio do mundo. Não é só vasto, mas é muito maior que o concorrente mais próximo. Desde o primeiro dia descrevia-se audaciosamente como “a maior livraria da Terra”, oferecendo um catálogo de um milhão de títulos dos mais variados assuntos.

 

5 – Nome, Sobrenome e apelidos de família: Se você acredita na força do seu nome ou sobrenome, por que não?

Ex: A Gillete vem do sobrenome do criador que inventou o barbeador seguro, o Sr King Camp Gillette.

Barbie – Ruth, esposa de Elliot Handler, fundador da tradicional empresa de brinquedos Mattel, quem teve a ideia de fabricar uma boneca adulta que até então só existia em papel. O nome BARBIE era o apelido (diminutivo) de sua filha Bárbara.

 

6 – Personalidades que casam com a personalidade do seu negócio:  Nós possuímos admiração em algumas pessoas que revolucionaram a história, seus nomes tornaram-se tão emblemáticos que levam força e inspiração por onde passam. Além disso, há também deuses antigos e modernos os quais fascinam o mundo com seus poderes e mistérios.

Ex: Victoria’s Secret, nome inspirado pela admiração de seu fundador em relação à Rainha Vitória.

Avon – Antes de 1929 a empresa era conhecida como Companhia de Perfumes Califórnia. O nome AVON foi uma homenagem a William Shakespeare, escritor e dramaturgo nascido na cidade inglesa de Stratford-upon-Avon, de quem o fundador da empresa, um amante da literatura, era grande fã. O nome era simplesmente uma referência ao rio que passava na cidade. Uma década depois, em 1939, AVON foi adotada oficialmente como nome da empresa.

 

7 – História: Seu produto/serviço possui uma linha de evolução, pesquise e veja os momentos que foram fundamentais. Anote pessoas, locais, atributos ou ações que o construíram.

Ex: Oreo – A origem dele é incerta, porém muitas teorias surgiram a respeito: o nome derivaria da palavra francesa OR, que significa gold (ouro), cor usada nas primeiras embalagens do biscoito.

 

8 – Universo: Existem atributos de animais, plantas, frutas e até mesmo em outros planetas e estrelas que expressam o que desejamos passar no mercado.
Ex: Apple – Dizem alguns, que foi escolhido, pois representava o senso de descoberta. Afinal, Newton formulou a lei da gravidade quando uma maçã caiu em sua cabeça; outros acreditam estar relacionando à marca com a história bíblica de Adão e Eva (a maçã é o fruto da árvore da sabedoria) ou até mesmo com o matemático Alan Turing, considerado o pai do computador, que cometeu suicídio comendo uma maçã que ele havia envenenado com cianeto.

 

9 – Objetos: O mesmo se diz para objetos, alguns traduzem as ações que desejamos que se referenciem.

Ex: Submarino – O nome nascia da necessidade de expressar a ideia de loja virtual ampla e diversificada nos produtos que oferecia. Após um processo demorado e complexo, comparando-a ao oceano, com sua imensidão e incontestável quantidade de espécies, chegou-se ao nome “Submarino”, conotado como um veículo veloz, seguro e eficiente.

 

10 – Cores: As cores transmitem comprovadamente sensações e podem “mexer” com as pessoas.

Ex: Greenpeace – O nome veio na ocasião da estreia da organização, para impedir um teste nuclear norte-americano nas Ilhas Aleutas, os ativistas tiveram a ideia de fazer e vender um button para ajudar a arrecadar fundos para a viagem. Ela deveria conter as palavras green (verde) e peace (paz). As palavras haviam sido pensadas para expressar a ideia de pacifismo e defesa do meio ambiente.

 

11 – Referências ambientais: O próprio país, estado, cidade ou locais destas regiões quando usadas tornam-se referências de origem e cultura.

Ex: Ipanema – que remete a uma das praias mais famosas do Brasil.

 

12 – Números: Os números são míticos para várias pessoas, expressam posições ou simbologias. Se você acredita que ela será forte, então faça suas apostas!

Ex: CONTÉM 1g- Rogério Rubini, obteve a idéia do nome ao observar que nos frascos de cosméticos da esposa constavam 60 gramas. Pensou então: por que não CONTÉM 1g.

 

13 – Letras: Assim como os números, as letras possuem suas simbologias. As letras também podem ser o resumo da sua marca.
Ex: HBO, uma abreviação de Home Box Office (em português “BILHETERIA DE CINEMA EM CASA”). MTV – Uma sigla, composta por três letras, é o que há de mais forte e eficaz na comunicação em massa voltada para um público jovem.

 

14 – Sonoridade em outros idiomas: Experimente colocar as sugestões de nomes em outros idiomas e dialetos. Você conhece o significado e previne-se caso tenha um significado negativo.
Ex: Skol – Na língua sueca, Skol (escreve-se skål) significa “à vossa saúde/à nossa saúde”, expressão que muitas pessoas usam antes de fazer um brinde ao levantarem seus copos.

 

15 – Reforço em outros nomes: Escolha um nome que evoque sentimentos e ações associativas ao seu negócio. Por exemplo: O nome da nossa agência é Caviar, o que lhe remete?

 

Após escolher alguns possíveis nomes faça algumas pesquisas:

  • Disponibilidade comercial;
  • A palavra e seus significados em outros idiomas, verificar nomes fálicos ou teor pejorativos;
  • Nomes de marcas já existentes que possuem similaridade na escrita ou som;
  • Sonoridade e os pseudônimos que ela pode atrair.

Além destas dicas vale lembrar que é sempre bom procurar os amigos, familiares e até potenciais clientes, troque conversas construtivas e ao mesmo tempo descontraídas. Grandes nomes surgiram assim.

Ao escolher o(s) nome(s) deixe um espaço de tempo para refletir, faça outras atividades, relaxe! Reveja sua(s) escolha(s) posteriormente e verifique se continua(m) fazendo o mesmo sentido. Caso não, fique calmo, pois isso é completamente normal, reinicie o processo ou faça os ajustes necessários, desta forma aprendemos a selecionar o posicionamento que seu nome deve ter no mercado.

 

Deixe o seu pensamento